terça-feira, 5 de março de 2013

Reforma íntima sem martírio

Começa hoje o novo curso do gelp " Reforma íntima sem martírio".
Parte do projeto Oficina de sentimentos 

Projeto Oficina de Sentimentos
Algumas estatísticas nos serviços de atendimentos fraternos e triagem dos centros espíritas apontam de forma expressiva as queixas em torno de sentimentos mal resolvidos e cristalizados nas pessoas atendidas. E também, de forma empírica, por meio de conversas informais, identificamos o alto interesse que a temática desperta em espíritas e em praticantes das mais diversas religiões.

A Oficina dos Sentimentos nos ensejou a comprovação dessa realidade, como segue a nossa amostragem vivencial:

1) Faltam-nos conceitos claros sobre os sentimentos.
2) Temos enorme dificuldade de falar sobre nossos sentimentos, protegendo-nos com jargões e repetição de textos.
3) Não sabemos identificar nossos sentimentos.
4) Não diferenciamos atitude, sentimento, impulso, tendência, estado emocional, sensação.
5) Vivemos intensamente a negação como mecanismo de defesa acerca do que sentimos.

2) Objetivos

Objetivo Geral

Estruturar a formação de um grupo de debate sobre sentimentos com base nos conceitos da Psicologia transpessoal  e da Doutrina Espírita.

Objetivos específicos

a) Conhecer conceitos de sentimentos.
b) Repensar seus próprios conceitos e sentimentos.
c) Diferenciar sentimentos de sensações, estados emocionais e atitudes.
d) Auxiliar na continuidade do processo de autoconhecimento.
e) Trocar experiências, conhecimentos e afetividade com o grupo.
f) Desenvolver a capacidade de contextualização dos sentimentos.

3) Público-alvo.

O público-alvo preferencial deste projeto são trabalhadores espíritas e simpatizantes.

4) Conteúdo Programático

No Gelp elegemos um livro que nos auxilie nos objetivos apresentados, dividimos por capítulos e levamos em formato de perguntas para discussão.A duração é 1:30 min.  

Além do debate em torno dos sentimentos, temos pesquisado alguns fundamentos da Psicologia que corroboram com melhor entendimento dos temas, tais como sombra, autonomia, intenção, empatia e máscaras.

5) Coordenação

No Espiritismo não é utilizado o modelo professor-aluno, sendo priorizada e incentivada a ideia de que o instrutor é um facilitador do aprendizado. No grupo de debate sobre sentimentos, haverá a figura do moderador, que será responsável pela condução do tema para evitar a dispersão e incentivar o repensar de conceitos.

Esperamos todos nas terças-feiras as
19 horas e 30 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário