sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

É Ano novo!



É Ano novo, 

O recomeçar de um ano, mês, semana, dia, minuto ou segundo é a chance de renovar o pensamento e transformar o mundo íntimo. Cada novo começo é oportunidade divina de aclaramento das ideias e motivo de rejubilo e agradecimento ao Criador de todos nós. É a mais justa certeza da misericórdia em ação pela sagrada lei da evolução.

Mais um ano se inicia repleto de mentes velhas, antigos dogmas, antigas crenças e atávicos sistemas de conduta, fazem de cada ano novo uma repetição dos enganos e a continuidade da miséria humana.

Festejos, simpatias, oferendas, petitórios diversos e  promessas. A mente humana se prende na materialidade e não na espiritualidade do momento.

Enquanto o Cristo de Deus promove tempo novo continuamos a servir-nos do homem velho que habita em nós.

Fazemos listas de tudo que queremos mudar e festejamos isso como se fossem conquistas, sem avaliar o quanto repetimos, ano após ano, as mesmas lições e delas não apreendemos quase nada. Fica claro que não enxergamos a necessidade de fazer do ano novo um momento de transformação - do velho para o homem novo.

Preparamo-nos para o grande banquete da virada na expectativa de um dia novo, sem olhar o passado e dele nos servir de trampolim para o presente. Esperamos, esperamos milagres.

Em verdade, queremos que tudo se realize sem nada fazer, contando com a ajuda dos céus, sem nem ao menos buscar o céu interior, transformando as agruras da vida em provas de amor e dedicação ao bem.

Ano novo, vida nova -  diz o ditado popular. Mas, o que fazemos de novo?

 A bem da verdade, continuamos na normalidade da vida, sem esperança e na busca pelo ouro fácil, pelo menor esforço, por grandes conquistas. Queremos sim, o destaque dos jornais e a vitrine da vida, e, nem ao menos nos percebemos o quanto isso tem nos trazido dor e sofrimento.

Vestimo-nos de branco por fora, e, nos apresentamos de luto por dentro. O que mais nos importa não é a paz, o amor, a mansuetude e a felicidade. Somos homens como túmulos caídos, de branco, mas, impuros por dentro, carregados de despojos e de morte. E, mesmo assim, com todo o orgulho que reina e a vaidade de cada dia, o senhor da vida nos envia uma nova oportunidade de recomeçar, de novo... de novo...

Parte da humanidade terrena tem se esforçado em refazer vida nova. Essa pequena parte não necessita de data anual para recomeçar. Entendem que todo dia é um dia especial, um dia ideal  para nos renovar, para nos avaliar e lembrar-nos de tudo que precisamos para encontrar o Deus interior que habita em nós, e, assim fazer da vida um constante renovar, saindo da ignorância para o bem, dia a dia, paulatinamente.

Ano novo, brilha o dia apontando o melhor caminho. Sinal divino de que tudo se renova no universo em nossa volta. O pai opera sempre e não para. Jesus continua a nos inspirar no melhor caminho e espera de nos em breve tempo, homens novos em cada ano novo.

Irmão José
Pelo Médium Leonardo Pereira, em reunião pública do dia 18/12/11, no Grupo Espírita Lamartine Palhano Jr.

Nenhum comentário:

Postar um comentário